Home Política Vidigal disputa o governo do Estado em 2018

Vidigal disputa o governo do Estado em 2018

200
0
SHARE

“Ciro Gomes quer Vidigal candidato ao governo do Estado em 2018”

“No Estado para convenção estadual do PDT, realizada no sábado, dia 9, na Serra, o presidencável do partido, Ciro Gomes, provocou o deputado federal Sérgio Vidigal a disputar o governo do Estado em 2018.|, publicou a jornalista Manaira Medeiros no site Século Diário.

A jornalista diz que: Em nome da direção nacional, o ex-ministro defendeu a experiência e capacidade política de Vidigal, que acredita ter condições de se apresentar como “a grande novidade” do pleito. O convite foi reforçado pelo presidente nacional da sigla, Carlos Luppi, também presente ao evento. Vidigal, que se apresentava até agora como candidato à reeleição, não descartou conversar com aliados e com a militância.

Candidaturas próprias nos estados são prioridades para o PDT, devido à importância de se contar com palanques locais para oferecer a Ciro. A convenção estadual ratificou seu projeto de disputar a Presidência da República, diante de um público de mil pessoas. Em sua fala, Vidigal se comprometeu com a candidatura nacional do partido.

O encontro reconduziu Vidigal à presidência do PDT no Estado, após o acordo com o deputado estadual Da Vitória. A composição do novo diretório, porém, confirmou o controle absoluto do deputado federal e ex-prefeito da Serra no partido. Vidigal ficou com 75% do diretório e Da Vitória com o restante, embora a proposta inicial fosse ficar com a metade.

A convenção também atraiu lideranças de outros partidos políticos, como o vice-presidente estadual do PSB, Luiz Ciciliotti, que teria manifestado o interesse do seu partido em coligar-se com o PDT. A aliança imprimiria, no entanto, o selo do candidato já anunciado pelo PSB ao governo do Estado, Renato Casagrande. Os dois partidos conversam em nível nacional para a consolidação de um projeto conjunto em torno do palanque de Ciro Gomes. Apesar de Vidigal ter aliança antiga com o governador Paulo Hartung (PMDB), adversário de Casagrande, deve prevalecer a costura em benefício do projeto nacional.

O PDT sempre foi um partido de boas coligações proporcionais, como a última feita com o PT, que elegeu dois deputados federais, Helder Salomão e Givaldo Vieira. O cenário atual tem repetido a previsão de Vidigal ser uns dos deputados mais votados para o pleito de 2018, apesar da última derrota à Prefeitura da Serra para Audifax Barcelos (Rede).

A situação favorável a Vidigal acabou freando a movimentação de Da Vitória, que estava de malas prontas para ir para o PPS, do prefeito de Vitória, Luciano Rezende. Decidiu permanecer no PDT, levado pelas contingências de ter em Vidigal uma legenda forte que garanta, também, sua eleição à Câmara dos Deputados. Já o deputado estadual Euclério Sampaio, que desalinhava do PDT, deixou o partido recentemente.

O que achou dessa matéria?
[Total: 2 Média: 4]
SHARE

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here