Home Mercado Ministro adia decisão sobre importação do Conilon

Ministro adia decisão sobre importação do Conilon

82
0
SHARE

Estado garante que há estoque de Conilon e ministro adia importação

Ministro adia decisão sobre importação do Conilon

Em reunião com o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, nesta terça-feira (07), em Brasília (DF), representantes do Espírito Santo garantiram que possui estoque de café Conilon no Estado e que, por isso, não há motivos para que seja autorizada a importação do robusta do Vietnã. Com isso, o ministro adiou a decisão até que os números sejam apresentados.

Participaram da reunião com Maggi, o diretor presidente do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), Marcelo Suzart; membros da bancada federal capixaba; setor produtivo; OCB-ES; Centro de Desenvolvimento Tecnológico do Café (Cetcaf); Cooabriel; Centro do Comércio do Café de Vitória (CCCV); Federação dos Trabalhadores da Agricultura do Estado (Fetaes); Confederação Nacional da Agricultura (CNA); dentre outros.

Durante a reunião, Maggi pediu ao Estado que apresente, até o final desta semana, o levantamento da quantidade de estoque de café por município, juntamente com os dados da Bahia e Rondônia. Após, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) vai conferir esses dados para, posteriormente, o ministro encaminhar pela recomendação da liberação da importação ou não. Se comprovado o estoque será descartada a importação.

“Representantes da indústria presente disseram que eles não estão comprando e que tem estoque até maio, junho. E nós temos estoque nas cooperativas, produtores. Já houve comercialização nos últimos meses. O mercado está ofertando e a indústria não está comprando”, destacou Suzart.

O diretor presidente do Incaper apontou que a próxima safra já começa a ser colhida dentro dos próximos 60 dias e que, com isso, mais grãos vão chegar ao mercado.

Suzart firmou que ao contrário do levantamento feito pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), que apontou que existem, aproximadamente, 2,2 milhões de sacas disponíveis nos estoque. Esse número deve chegar a 4 milhões de sacas no levantamento do Estado, juntamente com Bahia e Rondônia. “O levantamento da Conab não levou em consideração os dados de todos os municípios”, apontou.

“O Espírito Santo tem café para oferecer. Nos próximos meses, o produtor começa a colher a nova safra e precisa liberar o estoque. Contando as sacas vendidas em janeiro, temos junto com os demais estados produtores aproximadamente 4 milhões ”, acrescentou o diretor-presidente do Incaper.

Na tarde de segunda-feira, uma reunião foi realizada com o governador em exercício, César Colnago; o secretário de Estado da Agricultura em exercício, Marcus Magalhães; membros da bancada federal e representantes do setor produtivo para debater o assunto.

O Espírito Santo é o maior produtor de Conilon do país e tem na cafeicultura a principal atividade agrícola, presente em todos os municípios, em aproximadamente 60 das 90 mil propriedades, que envolve mais de 400 mil pessoas e 133 mil famílias, sobretudo, pequenos produtores de base familiar.

O que achou dessa matéria?
[Total: 0 Média: 0]

SHARE

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here