Home Lazer Comédia inspirada na cultura nordestina encerra temporada 2016

Comédia inspirada na cultura nordestina encerra temporada 2016

160
0
SHARE

Última oportunidade para conferir o espetáculo “Couro de Cabra e a Promessa” este ano será no sábado, dia 12, às 20h, no Centro Cultural Sesc Glória

Neste sábado, dia 20, às 20h, chega ao fim a temporada 2016 da comédia “Couro de Cabra e a Promessa”, produção capixaba que se inspira na cultura nordestina. A última apresentação do ano ocorrerá no mesmo local do espetáculo, ocorrida em maio, o Centro Cultural Sesc Glória, no Centro de Vitória. Desde então, mais de 1500 pessoas já assistiram à saga romântica de Couro de Cabra, um calango que vai enfrentar a fúria do coronel Vitalino Virgulhão após se apaixonar por sua única filha, Celestina. 

comedia

O espetáculo “Couro de Cabra e a Promessa” é uma aposta da Trupe Iá Pocô para atrair os amantes de comédias regionalistas, como os filmes “O Auto da Compadecida”, “Lisbela e o Prisioneiro” e “O Homem que Desafiou o Diabo”. De acordo com o autor e diretor, Rodrigo Pauto, a intenção foi fazer uma homenagem ao povo nordestino, que nos entrega “grandes talentos na arte, cultura e tradições”. “Com nuances a la Romeu e Julieta, a gente mostra que mesmo com todas as intempéries de uma vida árdua, injusta e castigada, é possível sorrir e se emocionar”, conta.

A co-direção é assinada por Tato Brasil e o elenco conta com os atores Rodrigo Inocente, Victoria Rangel, Dana Oliver, Thiago Lourenço, Rodriggo Sabatini e Josi Oliver. Os ingressos estão sendo comercializados na bilheteria do Centro Cultural Sesc Glória, aos valores de R$ 10 (inteira), R$ 5 (meia) e R$ 6 (conveniados). O espetáculo tem classificação 14 anos e duração prevista de 70 minutos.

Sinopse

No espetáculo, Couro de Cabra e Celestina não podem viver seu amor, visto que o coronel jamais permitiria que sua “joia rara” se casasse com alguém tão miserável e sem nenhum “pedacinho de chão”. O texto também aborda a questão da seca, visto que além de vigiar sua filha, coronel Vitalino ainda tem que vigiar o céu, pois tem medo de perder toda a lavoura pela falta de chuva, característica do nosso nordeste.Astuto e com a ajuda de seus amigos, Lamparina e Raimundo, Couro deCabra acaba achando uma solução nada convencional para a impossibilidade de viver seu amor com Celestina.

Sobre a Trupe Teatral Iá… Pocô!

Com mais de dez anos de existência, a “Trupe Teatral Iá… Pocô!” tem vivido diversas experiências artísticas, dentro e fora do estado do Espírito Santo. O embrião do grupo foi o intenso movimento teatral que Rodrigo Paouto coordenou na Cidade de Aracruz de 2005 a meados de 2008, envolvendo cerca de 150 jovens em espetáculos de diversas naturezas e festivais locais. Em 2009, a trupe e seus integrantes migraram para a cidade de Vitória, com o intuito de alcançar novas experiências na área artística-teatral.

O primeiro espetáculo montado foi “Os Mendigos e o Pato do Imperador”, premiado em categorias como Melhor Texto, Melhor Figurino, Melhor Espetáculo, Melhor Ator e Melhor Maquiagem em diversos festivais, como o Festival Nacional de Teatro de Guaçuí, o Festival Nacional de Comédia de Alegre e o Festival Nacional de Teatro de Governador Valadares. Em 2013, estreou o espetáculo “A Casa do Assoalho Velho” também premiado em Governador Valadares nas categorias Melhor Direção, Melhor Iluminação, Melhor Cenário e Melhor Maquiagem. Para 2016, além de “Couro de Cabra e a Promessa”, a trupe prepara os espetáculos “O Cortiço dos Anjos” e “Zacimba Gaba – A História de uma Guerreira”.

O que achou dessa matéria?
[Total: 0 Média: 0]
SHARE

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here