Home Estado Deputados intermedia diálogo da PM com governo

Deputados intermedia diálogo da PM com governo

66
0
SHARE

Foto: Divulgação

Ales vai intermediar diálogo entre famílias de policiais e governo

Deputados intermediaram diálogo da PM com o governo

A Assembleia Legislativa do estado do Espírito Santo (Ales) vai intermediar o diálogo entre as mulheres dos policiais militares e o governo do Estado. O anúncio foi feito pelo presidente da Casa, deputado Erick Musso (PMDB), durante reunião na terça-feira, dia 7, que contou com a presença de vários parlamentares, da senadora Rose de Freitas (PMDB) e de representantes das famílias dos oficiais e da Associação dos Oficiais da Polícia Militar (PM).

Uma pauta de reivindicações, que inclui pedido de reajuste salarial, foi entregue aos deputados estaduais. Erick Musso explicou que a Ales será responsável por abrir esse canal de diálogo. “Vamos levar as reivindicações ao Governo. A Assembleia Legislativa se colocou à disposição para fazer essa interlocução entre as mulheres do movimento e o governo do Estado para que a gente possa, no bem-comum, buscar uma solução e voltar à ordem a segurança pública de todos os capixabas”, salientou.

Cerca de 30 esposas de oficiais compareceram à reunião. Até o momento, confirmaram o retorno às atividades 100% do efetivo da Rotam, 4º Batalhão de Vila Velha, 9º Batalhão de Cachoeiro de Itapemirim, e 13º Batalhão de São Mateus. O comandante do 10º Batalhão de Guarapari, tenente-coronel Pessanha, informou que uma “quantidade razoável” de policiais militares voltaria ao trabalho no início da noite.

Entenda

As mulheres dos policiais militares começaram a se mobilizar na sexta-feira, dia 3, por reajuste do salário dos PMs e por melhores condições de trabalho. Desde que o bloqueio começou no Estado, a população vive dias de caos com aumentos de mais de 1000% nos índices de homicídios – até o momento foram registrados 75 – e crimes contra a propriedade. O comércio fechou as portas e o transporte público também foi interrompido devido à falta de segurança.

Na segunda-feira, dia 6, o ministro da Defesa, Raul Jugmann, esteve no Estado e autorizou o envio imediato da Força Nacional para fazer o policiamento ostensivo nas cidades. As Forças Armadas também foram mobilizadas e, ao todo, o Estado recebeu reforço de 1200 homens, que patrulham as ruas de toda a Grande Vitória (GV) e se deslocam também para o interior.

Expediente

Com a confirmação pelo Sindirodoviários de que o transporte público não circulará na quarta-feira, dia 8, e para garantir a segurança de todos os cidadãos que frequentam a Casa, o expediente na Assembleia Legislativa continua suspenso.

O que achou dessa matéria?
[Total: 0 Média: 0]

SHARE

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here