Home Cidade Guarda no município da Serra podem ser demitidos

Guarda no município da Serra podem ser demitidos

132
0
SHARE
Agentes da guarda municipal da Serra poderão ser demitidos entre as punições com infrações pode ser a grave – Foto Paulo Maciel

Os agentes da Guarda Municipal da Serra poderão ser demitidos entre as ações previstas em caso de infrações graves cometidas por agentes está a suspensão depois que a Câmara da Serra aprovou na segunda-feira, dia 21, o projeto que trata do “Código de Conduta da Guarda Municipal” de autoria do prefeito Aldifax Barcelos (Rede).

A Guarda Municipal da Serra denunciou o descaso do prefeito Maudifax depois que ameaçaram fazer greve, e em seguida os vereadores aprovaram em caráter de urgência, o projeto de lei que institui o Código de Conduta, na prática serão 114 itens de punição, entre eles a demissão caso haja greve.

De acordo com o projeto aprovado, é para definir deveres, tipificar infrações disciplinares, regular sanções administrativas e procedimentos processuais correspondentes.  O projeto classifica como infração grave “incitar greves ou a elas aderir de forma ilegal” e “faltar à escala de serviço ou deixar de atender intimação judicial”.

Entre as medidas previstas diante de tais infrações esta advertência, suspensão das atividades por até 45 dias e até demissão, no caso de infrações graves, no caso de recorrência das suspensões.

De acordo com os agentes há uma preocupação de como o projeto foi aprovado. “O prefeito não consegue chamar as turmas que faltam para o curso de formação, não consegue votar o auxílio fardamento, o prefeito não consegue cumprir a lei regimental a guarda, e as atribuições do cargo, as gratificações e escala especial. E do dia para a noite coloca o projeto para ser votado para acabar com a guarda, exonerar a guarda em massa. Parece que Audifax não quer mais a guarda”, destaca.

Os vereadores afirmam que projeto tem como meta proteção para dos agentes, já os agentes desconfiam, uma vez que o projeto foi votado em tempo recorde.

O vereador Cabo Porto (PSB), presidente da Comissão de Segurança na Câmara, disse que. “Posso afirmar que esse projeto é para que a sociedade possa respeitá-los e que sejam blindados”, destacou.

O vereador Aecio Leite (PT). Informou que. “A justificativa foi acompanhada. Eu consegui ler o projeto e não vi nada que implicaria os guardas. A emenda colocada também não implicaria grandes coisas. É uma proteção dos guardas”, contou.

O vereador Geraldinho Feu Rosa (PSB) votou contra o projeto. “Votei não porque não tenho conhecimento e nem li o projeto”, explicou.

O que achou dessa matéria?
[Total: 0 Média: 0]
SHARE

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here